01/02/2020 01h30 - Atualizado em01/02/2020 01h31

Transmissão ao vivo direto do bairro 13 de julho encerrou o dia do aniversário de 35 anos da Aperipê TV

O telejornal especial foi transmitido para 46 municípios sergipanos nesta sexta-feira, 31, numa realização do Governo de Sergipe por meio da Funcap

Notice show 15bb31152bbdeb22
Foto: Ascom/Funcap

Com reportagens especialmente produzidas para a data e apresentações artísticas que defendem a diversidade que Sergipe abriga, o Jornal da Aperipê em noite festiva pelos 35 anos da Aperipê TV foi um marco na comunicação pública sergipana. O evento atraiu o público para o mirante do bairro 13 de Julho, de onde o telejornal foi transmitido para 46 municípios sergipanos nesta sexta-feira, 31, numa realização do Governo de Sergipe por meio da Fundação de Cultura e Arte Aperipê (Funcap).

A transmissão foi iniciada às 18h30 pelos jornalistas Evenilson Santana, âncora do noticiário, e Selma Souza, repórter do veículo, e ao som da Orquestra e o coral sinfônico da Universidade Federal de Sergipe (UFS), que deram o tom clássico ao evento. A orquestra Sanfônica de Aracaju levou o som mais familiar e amado dos sergipanos, já a orquestra de Atabaques trouxe a novidade para o público presente e o de casa.

A festa de aniversário da emissora fundada em 1985 foi completa. Teve ainda a participação melódica do cantor e compositor Lula Ribeiro, com seu violão, e o bailado colorido da quadrilha junina Século XX, a mais antiga do estado, compondo essa mescla cultural que caracteriza a programação da emissora pública. A presidente da Fundação que carrega o mesmo nome da TV, nome de um cacique que é símbolo da sergipanidade, não escondeu o seu contentamento de estar contribuindo com um sistema forte e que é o povo.

“É um prazer muito grande nos 35 anos da Aperipê poder estar nesse momento com essa equipe maravilhosa, que vai desde os nossos voluntários, os estagiários até a nossa equipe diretiva. Então o nosso muito obrigada a essa equipe determinada, baluarte para que a gente possa estar vivendo esse momento maravilhoso. Agradecer também ao Governo de Sergipe que confiou a nessa experiência de juntar a cultura com a comunicação pública e o resultado é esse, essa síntese belíssima da noite de hoje”, disse a gestora.

Além dos artistas convidados para a celebração, a equipe da casa também comemorou junto. Alguns dos apresentadores de programas da grade da emissora, como Marcelo Carvalho (Sergipe Rural), Pascoal Maynard (Expressão), Cristiano Prado (Bola em Jogo) e Dânia Matos (Utilidade Pública) também participaram da edição especial, e comentaram como é fazer parte da Aperipê TV e poder testemunhar os seus 35 anos. “Estou há 25 anos apresentando o Bola em Jogo, tenho a impressão que é o programa mais antigo da emissora e deve ter em torno de 32 anos, sempre buscando a inclusão social através do esporte”, comentou Prado.

O diretor de Radiodifusão da Funcap, Chiquinho Ferreira, também ressaltou o empenho e o amor de todos que fazem a Aperipê TV. Durante a transmissão, ele falou ainda da sua felicidade de fazer parte deste momento. “Esta emissora é o berço para muitos talentos, é a casa da cultura sergipana e outro aspecto que não canso de repetir, é a escola que ela significa para tantos profissionais que hoje brilham em toda a imprensa sergipana, mas que passaram pela nossa TV”, destacou o diretor.

A transmissão

Para o coordenador de Jornalismo da emissora, jornalista Marjones Pinheiro, tudo o que foi pensado e realizado pela Funcap, através da equipe técnica e jornalística da Aperipê TV, resultou na exibição para o público in loco e pela tela da TV, numa festa linda, a altura dos 35 anos e do povo sergipano.

“Fazer um jornal diário de 30 minutos já é uma tarefa muito difícil e olha que a gente faz com todas as situações minimamente controladas, ou seja, dentro do possível no estúdio, nosso ambiente de trabalho natural. Agora imagine levar ao ar um programa ao vivo com quase duas horas de duração, com a participação de uma orquestra sinfônica com 120 componentes, com mais uma orquestra com quase 30 pessoas, e mais a Sanfônica com 15 músicos, fora os convidados, apresentadores, e a equipe que trabalhou? Ou seja, para levar esse programa ao ar nós tivemos hoje aqui, pensando no público e num produto bonito de qualidade, aproximadamente 300 pessoas. É muita gente trabalhando para levar ao ar o que nós levamos hoje. Isso me enche de orgulho porque é uma amostra da dedicação da equipe que faz a Aperipê TV, em todos os departamentos”, destacou.

Homenagens

O dia do aniversário da Aperipê TV contou também, no início da manhã, com uma solenidade que inaugurado um Memorial na sede administrativa das emissoras Aperipê. Ao todo, 20 profissionais que passaram ou ainda fazem parte da casa, tiveram seus nomes registrados, um reconhecimento pelos serviços prestados à emissora pública de Sergipe. Cada um também recebeu um certificado assinado pela presidente Conceição Vieira. Após o ato, todos se confraternizaram um delicioso café da manhã, servido na área externa da Diretoria de Radiodifusão da Fundação de Cultura e Arte Aperipê de Sergipe, na rua Laranjeiras.