20/06/2019 05h45 - Atualizado em21/06/2019 10h03

Orsse executa concerto junino com participação do Grupo Crav&Roza

Apresentação mesclou peças tradicionais do período junino da região a obras consagradas do cancioneiro sergipano

Notice show 9e5ba7d090679be7
Foto: Ascom/Funcap

O tradicional concerto junino realizado pela Orquestra Sinfônica de Sergipe (Orsse) sob a regência do maestro Guilherme Mannis, contou com a ilustre participação do grupo Crav&Roza, na noite da última quarta-feira, 19, no Teatro Atheneu. Ao mesclar peças tradicionais do ciclo junino da região a obras consagradas do cancioneiro sergipano, o público foi presenteado com uma grandiosa orquestração.
 
No mês de junho, o concerto junino integra as programações das festividades realizadas pelo Governo do Estado de Sergipe por meio da Fundação de Cultura e Arte Aperipê. “A Orsse tem feito shows memoráveis na abordagem da música regional e dessa maneira o erudito chega ao popular com muita sintonia e grandiosidade”, ressalta a presidente ao convidar a todos para fazer parte das comemorações do Encontro Nordestino de Cultura – este ano homenageando os 100 anos de Jackson do Pandeiro.
 
O repertório foi composto por obras do cancioneiro popular nordestino com arranjos criados pelo maestro Mannis, o trombonista José Ferreira Júnior e releituras do grupo Crav&roza. “Todas as adaptações foram concebidas para valorizar as especificidades da orquestra. O concerto  emociona  o público, sobretudo aqueles que têm a música regional em seus corações e que vibram com o São João e seu legado cultural”, destacou o maestro. A Orsse também fará apresentação do repertório junino na abertura do Arraiá do Povo que será realizada hoje, 20, na Orla de Atalaia.
 
O grupo Crav&Roza, composto pela cantora Bárbara Sandes, pelo violonista Henrique Teles e o acordeonista Lucas Campelo, participa pelo segundo ano consecutivo do concerto junino. “Desde o início do ano nós estamos trabalhando para execução deste show, pois queremos fazer algo mais integrado e emocionante”, salienta Henrique. “É uma parceria que emociona a todos nós que trabalhamos com o coração para espalhar alegria através do forró”, completa Bárbara ao relembrar o motivo pelo qual iniciou a sua carreira na música: o amor pela cultura nordestina.
 
Durante o show, o público foi surpreendido com a homenagem feita para o eterno cantor e compositor sergipano, criador da canção ‘Sergipe é o País do Forró’, Rogério Cardoso Barbosa, entoada pelo seu filho Pedro Luan junto à Orsse. “É uma alegria sem tamanho ter a memória do meu pai honrada em um concerto admirável como este, fazer parte disso me emociona demasiadamente”, confessa Pedro.
 
A estudante de psicologia, Luana Gárcia Rodriguez, 27, acompanha a Orsse há algum tempo, mas é o concerto junino o espetáculo por ela mais esperado. “A junção das músicas populares tradicionais de uma das épocas mais contagiantes da nossa região com a orquestração de um grupo excepcional como este, é incrivelmente inspirador”, enfatiza Luana.