17/01/2019 10h00 - Atualizado em18/01/2019 10h45

Moraes Moreira nos estúdios da Aperipê

Notice show c187ff5200e72f25
Aperipê AM e FM

As rádios Aperipê AM 630 e a FM 104,9 receberam na manhã desta quinta-feira, 17, o cantor e compositor Moraes Moreira para duas entrevistas exclusivas – a primeira no programa Mural, apresentado pela jornalista Tanit Bezerra e, na sequência, para o programa Seleção Brasileira, com Mário Sérgio.

Moraes Moreira está em Aracaju para apresentar o espetáculo “Em Música e Poesia” e celebrar os cinquenta anos de carreira. Nas rádios o artista falou um pouco sobre a história da música brasileira, de seu processo criativo e sobre seu atual trabalho. “Há muitas novidades nesse show. Vivo uma fase em que, se um copo cair no chão estou fazendo poesia”, confessou. “A poesia e o cordel tomaram uma proporção na minha carreira que não tinha. E no show de hoje é exatamente isso, música e poesia. Eu agora estou fazendo a passagem de cantor para cantador”, completou o artista.

Antes de chegar no estúdio, um apanhado musical da carreira do baiano foi tocado. Além de participar dos programas Mural e Seleção Brasileira, ele também gravou entrevista para o Jornal da Aperipê TV, canal 6.1: “estou gostando muito de voltar a Aracaju, que eu sempre adorei, inclusive já botei nas minhas músicas ‘Aracaju caju e castanha, a gente aprende a gente apanha, nessa vida de estradeiro’. 

O diretor de Radiodifusão da Funcap, Chiquinho Ferreira, participou do bate-papo com o artista durante o Mural e falou do apoio que é dado “tanto ao artista sergipano, como ao artista nacional. A música e a poesia de Moraes Moreira tem tudo a ver, se encaixa com a linha da nossa programação. E claro, também, além da questão musical, o que o nome de Moraes Moreira representa na história do carnaval da Bahia, do frevo pernambucano, e tudo isso soma a sergipanidade e faz com que a Aperipê dê seu apoio cultural e abra espaço para esse grande artista brasileiro”, enfatizou o diretor.

Já no programa Seleção Brasileira, Moraes Moreira fez questão de elogiar a valorização da cultura nacional que percebeu na emissora. “Você bateu uma bola aí de quem conhece. Fico muito grato, porque isso está ficando muito raro no rádio brasileiro e também agradeço pelo trabalho e pela força que vocês [da Aperipê] continuam dando à música brasileira”, disse.