27/09/2019 02h45 - Atualizado em30/09/2019 01h07

Grupo Boca de Cena viaja à Bahia com apoio do Edital de Intercâmbio e Difusão Cultural da Funcap

Notice show 43195fe92e7584e6
Divulgação

O edital de Intercâmbio e Difusão Cultural, desenvolvido pela Fundação de Cultura e Arte Aperipê de Sergipe, contribuiu agora em outubro com mais um passo na divulgação da diversidade artística sergipana. Desta vez, o Grupo Boca de Cena, um dos três contemplados para viagem do Intercâmbio Cultural 2019, estará de 03 a 06 de outubro participando do 12ª Edição do Festival Nacional de Teatro Infantil de Feira de Santana – FENATIFS, na Bahia, com o espetáculo Os Cavaleiros da Triste Figura. O grupo foi selecionado pela curadoria do Festival, através do Edital 2019-001, para representar a cidade de Aracaju na Mostra Nacional de Talentos.

O edital do Intercâmbio Cultural 2019 lançado pela Fundação de Cultura e Arte Aperipê de Sergipe, tem um importante impacto na gestão pública estadual de cultura, uma vez que patrocina artistas com recursos do Fundo Estadual de Desenvolvimento Cultural e Artístico- FUNCART, para apoio em viagens, a fim de divulgar a produção artística sergipana para outros estados e países.

“Participar da 12ª do FENATIFS é uma satisfação, uma honra para nós do Boca de Cena, por se tratar de um Festival que já tem uma estrada, uma caminhada e principalmente pelo fato de nesta edição ter batido o recorde de inscrições, com 231 projetos de todo o Brasil. Então imagine a nossa felicidade em termos sidos selecionados para participar desse Festival, o que mostra a qualidade do nosso produto, do nosso trabalho enquanto material artístico. É uma alegria imensa levar a cultura sergipana para o povo brasileiro. Isso é sem dúvidas o que mais nos encanta.Isso é sergipanidade”, disse Rogério Alves, um dos integrantes do Boca de Cena.

Sobre o Grupo Boca de Cena

Originário de Aracaju, Sergipe, fruto do Projeto Artístico e Cultural “Nosso Palco é a Rua” (SE), realizado em 2005, o Grupo Teatral Boca de Cena surgiu com o intuito de partilhar de valores e conhecimentos apreendidos principalmente às classes populares mais desfavorecidas do acesso pleno à arte e à cultura em sua diversidade-plural. Ao longo de sua trajetória, se consolida como um agente transformador e promotor de ações culturais no Estado de Sergipe, partilhando deste universo de cultura popular e provocando reflexões e ações frente à realidade social brasileira, na dimensão específica de questões de cidadania e direitos humanos pela decisão e escolha de seus temas.  O Grupo é formado por graduados e graduandos em Teatro originários da Universidade Federal de Sergipe. Atualmente o grupo possui sede própria no Conjunto Bugio, onde desenvolve e partilha integralmente suas atividades sociais e culturais.