11/06/2019 10h50 - Atualizado em12/06/2019 10h58

Exposição “Cores e Formas no País do Forró” está aberta no Corredor Cultural Wellington Santos ‘Irmão’

A mostra irá homenagear personagens da cultura sergipana com relevantes serviços prestados aos festejos juninos

Notice show 28d2084ec50ae248
Cores e Formas no País do Forró

Para evidenciar os festejos juninos de Sergipe, através das obras dos artistas visuais sergipanos, que priorizam o tema, o Corredor Cultural Wellington Santos “Irmão” recebe a partir desta quarta-feira, 12 de junho, a exposição ‘Cores e Formas no País do Forró’.  A mostra, promovida pelo Governo do Estado, por meio da Fundação de Cultura e Arte Aperipê de Sergipe (Funcap/SE), irá homenagear personagens da cultura sergipana com relevantes serviços prestados aos festejos juninos. A organização da exposição é dos técnicos da Diretoria de Cultura.

Nesta edição participam os artistas: Joel Dantas, Jo’k, Judite, Bebeto Souza, Beto Ribeiro, Donato, Zeus, Seiji Hiratsaka, Gilton Rosas, Vilma Rebouças, Feyk e Maria Góes. Por entender que dentre as muitas manifestações do ciclo junino em Sergipe, algumas merecem destaque e uma homenagem especial, este ano o reconhecimento será direcionado para: as festividades da Rua São João em Aracaju, uma tradição de mais de 109 anos; o Barco de Fogo em Estância, uma invenção de Chico Surdo (in memoriam); a Festa do Mastro de Capela, criada há 80 anos pela família Melo (in memoriam); a Literatura de Cordel, pelas mãos de Pedro Amaro do Nascimento, cordelista com mais de 50 anos de poesia; a Quadrilha Século XX (mais antiga quadrilha junina em Sergipe) e a Orquestra Sanfônica de Sergipe, há doze anos sob o comando do maestro Evanilson Vieira.

A abertura, contou com apresentação musical da Orquestra Sanfônica de Sergipe e do Grupo Vocal Vivace. A exposição é aberta ao público e fica em cartaz até o dia 10 de julho, das 8h às 17h. O Corredor Cultural Wellington dos Santos, ‘Irmão’, está situado na Rua Vila Cristina, 1051. Bairro 13 de Julho – Aracaju/SE.